quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Sobre pixações e agradecimentos!

Hoje passeando em Trancoso, distrito de Porto Seguro - BA li a seguinte frase pixada num muro "Vivemos em trabalhos que odiamos pra comprar merdas que não precisamos!"....
Me senti imensamente grata a Deus por não me enquadrar nesse perfil e muito triste por todos que dedicam suas vidas e toda a força da sua juventude pra 'ganhar a vida' de qualquer maneira. Não é fácil nadar contra a corrente, não é fácil andar contra o sistema e trabalhar voluntariamente como artista e missionária (mesmo que eu acredite muito no que faço).
As vezes, quando aperta a vontade é mesmo desistir e arrumar um trabalho 'normal' e 'decente' que me garanta uma vida 'tranquila'.... Mas sinceramente, não quero uma vida tranquila, quero uma vida intensa de desafios, historias, e testemunhos diarios onde vejo o imenso amor e cuidado de Deus comigo! Deus nos promete vida, não vida fácil e perfeita, mas vida em abundância agora e aqui! E eu quero a vida que meu Pai sonhou pra mim!

"Buscai pois em primeiro lugar o Reino de Deus e sua Justiça e TODAS as outras coisas te serão acrescentadas!"

Vocês que decidiram lutar pra trabalhar com aquilo que AMAM mesmo que seja complicado.... NÃO DESISTAM! Vivam intensamente seus sonhos e os sonhos de Deus pra vocês! #valeapenaircontraacorrente

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Receitas Simples pra 2017!

Esqueça as cores das roupas íntimas na passagem do ano, receitas simples para você ter o que quer nesse novo ano...:
  • AMOR: pratique a gentileza, doação, compartilhe mais (mais momentos, lanches, roupas...), desapegue de 'coisas' e seja menos mesquinho com o que 'é seu'...
  • PAIXÃO: doses abundantes de bom humor e auto-estima, confie em você mesmo, perceba como Deus te fez único e especial e se ame em primeiro lugar;
  • ALEGRIA: pratique a gratidão, esteja sensível às coisas pequenas e essenciais com que Deus te presenteia todos os dias, família, amigos, café... Não seja tão rígido consigo mesmo, seriedade demais deixa a gente ranzinza, aprenda a rir de si mesmo e se permita ser um pouco criança de vez em quando.
  • DINHEIRO: trabalhe, trabalhe muito, acorde cedo e dê o seu melhor, seja criativo e crie suas próprias oportunidades... Mas lembre que a riqueza da vida está principalmente nos momentos especiais que passa com as pessoas que te amam, não viva só pro trabalho, saiba dividir o seu tempo...
  • SUCESSO: seja determinado nos seus sonhos/planos, não desista no primeiro obstáculo, a maioria das pessoas desistem por isso se você persistir suas chances aumentam em 'sei lá quantos', mas muitos %!
  • SAÚDE: cuide de si mesmo, cuide da sua alimentação, pratique atividades físicas, se movimente... Dê valor a sua qualidade de vida! O seu corpo é a única coisa que realmente é 'sua' e que ninguém nunca vai poder te tirar, é ele que te aguenta todos os dias e te aguentará até o final, ele merece ser cuidado e amado por você! 
  • PAZ: Existe uma 'paz que excede todo o entendimento', e essa paz tem um nome - JESUS..! Exercite sua fé, creia, viva, leve pra perto de você Aquele que te criou e que te ama com todas as suas fraquezas e imperfeições!

Tenho certeza que seu ano vai ser completamente diferente, se você for diferente também!!!

"E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus!" (Romanos 12:2)

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

I. Por que nós, mulheres, vamos juntas ao banheiro?

Olá pessoas, sim, resolvi ressuscitar esse blog e, depois de muito tempo, voltar a brincar de escrever... E pra recomeçar uma crônica sobre dia a dia feminino...

 I. POR QUE NÓS, MULHERES, VAMOS JUNTAS AO BANHEIRO?
Letícia Esteves



Caro amigo leitor, talvez você já tenha se perguntado inúmeras vezes qual a razão de uma mulher querer sempre companhia de outra para ir ao banheiro, afinal, na sua cabeça não faz o menor sentido alguém querer companhia num momento de, digamos, intimidade.... E talvez você já tenha até ouvido algumas respostas pra essa pergunta que, pra você, ainda parecem insuficientes. Bem, ao longo desse texto te convido a muito mais que responder essa pergunta, te convido a entrar no universo do banheiro feminino! Sim, existe um universo! Você, amiga leitora, te convido a rir de tudo isso, afinal, melhor rir do que chorar porque não borra a maquiagem...! ;)

No universo feminino nada é totalmente simples e fácil, acredite, o simples ato de ir a um banheiro num local público é bem problemático pra nós e por isso seguimos instintivamente alguns passos de sobrevivência!

O primeiro passo é o reconhecimento do local, vamos olhar tudo em volta, TUDO, começando pelo chão, se ele estiver limpo, ótimo... Significa que a rotina de limpeza do banheiro é boa e isso já é meio caminho andado, mas se estiver sujo.... Mal sinal, colega! Nesse segundo caso vamos localizar as poças de líquidos não identificados, e no nosso salto 15 vamos desviar de todas elas na procura de um sanitário adequado...

Sim, diferente de você homem que chega no banheiro, vai no primeiro mictório, faz o que tem que ser feito sem nem precisar abaixar as calças direito (ISSO É FANTÁSTICO!), lava a mão (quando lava) e sai em 5 minutos - com a única preocupação de ficar longe de qualquer outro macho que esteja no local - pra nós, ir a um banheiro público é um processo bem longo!

A busca pelo sanitário perfeito inclui alguns itens MUITO importantes, precisamos verificar:
  1. Se tem papel higiênico: mulheres prevenidas andam com o seu na bolsa, mas nem sempre é o caso né? E não dá pra correr o risco de perceber que não tem papel na hora de se limpar...;
  2.  Se a porta fecha: Acredite, NÃO SEI qual é o problema com as trancas das portas dos banheiros, porque 90% delas quase sempre NÃO FUNCIONAM, isso quando a porta não é maior que o espaço que ela fecha.... OI??? Quem foi o construtor/engenheiro/pedreiro, sei lá quem que fez isso??? POR FAVOR caro comerciante/empresário, abra a mão e invista numa porta com tranca decente pros banheiros de vocês, suas clientes vão ficar imensamente felizes no seu estabelecimento <3 span="">
  3. Se tem poças de xixi ou papel sujo no chão e na borda do vaso, e ainda, verificar se não tem surpresas a mais no seu interior.... arghhhh!!!!! Bom, o fato é que mulher não tem mira, e também tem ‘nojinho’ de sentar no vaso, então imagina.... Parabéns pro inventor do protetor descartável de vaso, gente, aquilo é lindo e perfeito!! (E ainda economiza o papel higiênico que, pra quem quer/precisa/tem coragem de sentar, cobre o vaso compulsivamente com camadas e camadas de papel higiênico.... Sim, nós fazemos isso!);
  4. Se tem o ‘ganchinho’ de pendurar a bolsa: gente, UM BEIJO NO CORAÇÃO de quem teve a BRILHANTE ideia de por ganchinhos nos banheiros, JESUS AMA VOCÊ (e eu também)!!!!!!;
Bom, essas são as nossas expectativas, mas nem sempre são a realidade... A realidade geralmente é:

Você entra no banheiro - com seu salto 15 - super arrumada e com sua bolsa fina de balada (e antes que você pense "nossa, mas pra que levar a bolsa?", meu querido, ela tem itens MUITO importantes para esse momento como absorvente, papel higiênico, lenço umedecido, maquiagem, e outros... Nunca subestime uma bolsa de mulher!); então você sai pulando as poças não identificadas no chão, entra no sanitário menos ruim, que pelo menos tem papel higiênico, precisa descer quase toda sua calça (se for vestido/saia é pior ainda, porque se descer  encosta no chão, se subir tem que ficar segurando - nesse caso você enfia a barra pra dentro da blusa entrando no modo 'sensual'......), com a calça abaixada ou a saia levantada você precisa conseguir fazer o agachamento perfeito, no ângulo certo em que não encosta a poupança no vaso e não espirra o xixi pra fora (torcendo para o xixi sair retinho e não de 'chuveirinho'... Gente, devia ser possível controlar isso!!!! Você nunca sabe como/pra onde ele vai sair....). Voltando, na posição de agachamento (lembrando que está NO SALTO 15), com uma das mãos você segura a porta (pois a tranca não funciona), e com a outra segura a bolsa, todo esforço possível pra não encostar em nada ao redor!!! Enfim, o xixi acaba, você precisa se limpar, mas uma das mãos segura a porta e a outra a bolsa... Você tem duas opções: ou segura a bolsa com a boca (a mulher que nunca fez isso que atire a primeira pedra! haha) ou solta a porta rapidinho pra se limpar... Você escolhe soltar a porta e... AAAH!!!! ESCOLHA ERRADA!!!!! Alguma 'pessoa' SEMPRE vai abrir a porta se você soltá-la, SEMPRE! O banheiro pode não ter uma alma viva, mas se você soltar a porta aparece alguém do além e a empurra... Então a 'pessoa' dá de cara com você na sua humilhante situação, você olha a bendita nos olhos com total desespero, e ela com olhar de compaixão/cumplicidade te diz: "me desculpa..."... Você respira fundo e perdoa, porque enfim, você também já abriu a porta de alguma azarada... Você vai se recompondo enquanto embrulha a mão de papel higiênico pra ter coragem de apertar a descarga... Enfim, acabou! Sai do banheiro suada e se olha no espelho com uma mistura de cansaço e auto-piedade... Lava as mãos, seca com os pedaços de papelzinho esfarelado (porque não conseguiu tirar ele inteiro da caixinha com a mão molhada), isso se tiver o papelzinho senão seca na roupa mesmo que a essa altura nem faz mais diferença; seca também o suor do rosto e dá aquela retocada na maquiagem e no perfume/desodorante que é pra recuperar o que sobrou da sua dignidade e se sentir linda de novo..!

Daí você sai do banheiro com ar de diva desfilando pelo salão e seu amigo/namorado/marido que também foi ao banheiro e voltou a 20 minutos atrás te pergunta com cara de indignado: "Nossa, porque você demorou tanto?" ou "Você estava fazendo o 2?"... Você não precisa contar sua humilhante história então responde com uma risadinha tímida digna de uma boa atriz: "É que eu estava retocando a maquiagem! ;)"

Agora, voltando a pergunta inicial... Por que nós, mulheres, vamos juntas ao banheiro? Sinto decepcioná-lo, caro amigo homem, abaixa a bola do seu ego masculino, não vamos juntas ao banheiro só pra falar de você (o assunto lá dentro não importa e pode ser qualquer um); a função da amiga no banheiro é ajudar a procurar o papel higiênico (e passar por cima/baixo da porta se necessário), segurar a bolsa e vigiar a porta do banheiro pra outra mijar em paz! Isso é que é amizade!!!!

UM BEIJO ESPECIAL PRAS AMIGAS QUE JÁ VIGIARAM A PORTA PRA MIM! Tamo junto parceiras!!! Na alegria e na tristeza...

#amizadeverdadeira #mulheresunidas #tamojunto




quarta-feira, 20 de junho de 2012


"O amor é como uma grande casa que tem que ser construída por você. Ele pode sofrer com as tempestades, entretanto continuará ali. Você não pode deixá-lo morrer, quebrar ou vender por qualquer casa que já esteja pronta porque assim não descobrirá o valor de tê-la, assim é o amor. A casa suportará se estiver ali nas alegrias, tristezas, raiva, ciúmes e todos os seus sentimentos - tudo o que envolva o coração.  Construa esta casa, deixe-a transformar-se em uma mansão, pois esse é o verdadeiro amor: o que escuta e compreende e vive dentro de cada pessoa que se deseja amar. (...) Então, não vai ser fácil. Vai ser muito difícil. Nós vamos ter que trabalhar nisso todos os dias, mas eu quero fazer isso porque eu quero você. Eu quero tudo de você, pra sempre, todos os dias… Eu e você, pra sempre. Todos os dias!" (Filme: Diário de uma Paixão)


"Allie: Diz que sou um pássaro!
Noah: Você é um pássaro!
Allie: Agora diga que você também é um pássaro!
Noah: Se você é, eu também sou!"


sexta-feira, 25 de maio de 2012

Como uma simples caneca pode guardar tantas lembranças?


Cores, voltas, idas, cartas, guarda-chuvas, malas, balões, visitas, café quente passado na hora, abraço apertado, cobertor no sofá, nariz de palhaço, batata frita, ursinho de pelúcia, camisa florida, rapar a panela da calda de chocolate, banho quente, fulôres, rede na varanda, arco-íris, jogos de queimada na rua, vento no rosto, carona na bicicleta, corrida de cadeira de rodas, compromissos, reuniões chatas, esperas, relógios, agendas, calendários, datas, horas, minutos, segundos, 25 dias... Saudade... Um pouquinho das coisas simples que desabrocham, como o sorriso da pequena, cara de quem fez arte. Vida-arte-vida. Malas-arte-vida. *Não esquecer*. 

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Apresentação de Tecido Marinho


video

Apresentação que fiz de Tecido Marinho estilo 'É tudo improviso' no sarau do Acampalhaço 2012 !

O Acampalhaço é um Congresso Nacional de Humanização que trabalha através da arte do Palhaço e é organizado pela equipe dos Pro-Humanos < clique pra saber mais !  

:o)

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Agradecimento.

Dizem que quando a gente encontra a pessoa certa,
entende o porque de não ter dado certo com todas as outras...!

Obrigada, Pai.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

cidade (in)visível.

'Uma cidade santa. Suas muralhas são feitas de pedras preciosas e há doze portas que são doze pérolas. Ela vem descida do céu como noiva adornada para o seu noivo. Não há sol, nem lua pra lhe darem claridade, pois a glória de Deus a ilumina. No centro da cidade há uma praça feita de ouro puro, por onde passa o rio da água da vida, transparente como cristal; no meio da praça há a árvore da vida, que produz doze frutos, um a cada mês do ano, as folhas da árvore são usadas para a cura dos povos. Na cidade, nada entrará de contaminado, nem de abominável ou mentiroso. Não mais haverá maldição.' Vazio é o que sobra quando se perde a fé. A minha cidade existe...!


- partes de texto extraídas de Apocalipse 21.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

inquietações de um dia vazio.


Vazio é um parênteses sem nada dentro.
É o que me sobra se eu perco a fé.
Vazio é o espaço não preenchido, os espaços internos.
O que sobra e o que falta quando você enche a casa de móveis.
Vazio é quando você sente fome, abre a geladeira e percebe
que está na hora de fazer compras.
É quando você não sabe o que dizer, ou simplesmente não tem
palavras pra falar ou explicar algo.
Pode ser um estado de 'sei lá o que me perpassa', de um altismo
poético, ou de devaneios que floreiam os pensamentos como
as brisas no verão, ou nos cataventos da Cidade dos Girassóis.
Vazio é quando você esquece o nome das pessoas, onde estão
as chaves de casa, onde deixou a carteira com os documentos
ou qual é o seu próprio número de celular.
Isso não de se lembrar, vazio.
Vazio é quando você reencontra um velho amigo de infância
e descobre que vocês não tem mais nada em comum.
E fica o vazio dos olhares constragidos sem saber o que dizer.
Vazio é quando você chega sozinho em casa
depois de um dia cheio de pessoas e prepara a mesa de jantar
só pra você.
Vazio é o que eu mais sinto no meio das cidades grandes,
e o que mais se sentia ali.




terça-feira, 9 de agosto de 2011

verde musgo.

aguada de saudades
de sorrisos
e conversas
(passada)
hoje acordei
em poça d'água
a menina dos olhos
se agarra aos cabelos
que é pra não
morrer afogada
em meio às correntezas
do mês de julho
(passado)
sentimentos de sabe-se lá
razões, insônia,
dor de cabeça
hipersensibilidade feminina
talvez?
aflorada.
Chuva seca em terra esverdeada
Lama pura
Verde musgo
Olhos rasos d'água
que teimam não cascatear.
(passagem)
Vontade de ficar
quietinha aqui.


- onde estiverem, permanecem aqui todos os meus amores.