sexta-feira, 25 de maio de 2012

Como uma simples caneca pode guardar tantas lembranças?


Cores, voltas, idas, cartas, guarda-chuvas, malas, balões, visitas, café quente passado na hora, abraço apertado, cobertor no sofá, nariz de palhaço, batata frita, ursinho de pelúcia, camisa florida, rapar a panela da calda de chocolate, banho quente, fulôres, rede na varanda, arco-íris, jogos de queimada na rua, vento no rosto, carona na bicicleta, corrida de cadeira de rodas, compromissos, reuniões chatas, esperas, relógios, agendas, calendários, datas, horas, minutos, segundos, 25 dias... Saudade... Um pouquinho das coisas simples que desabrocham, como o sorriso da pequena, cara de quem fez arte. Vida-arte-vida. Malas-arte-vida. *Não esquecer*. 

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Apresentação de Tecido Marinho


video

Apresentação que fiz de Tecido Marinho estilo 'É tudo improviso' no sarau do Acampalhaço 2012 !

O Acampalhaço é um Congresso Nacional de Humanização que trabalha através da arte do Palhaço e é organizado pela equipe dos Pro-Humanos < clique pra saber mais !  

:o)